Olá pescadores de plantão agradeço por passarem aqui no meu Lago dos Sonhos e peço pra que, se possível, vcs deixem comentários sobre os textos, afinal sem eles naum terá como eu saber se estão ou não gostando do blog.


Também se puderem, deixem seu e-mail para q eu possa agradecer os comentários e a visita.


Bjus e espero que gostem


ASS: Pescador de Sonhos



domingo, 26 de julho de 2009

Noticiário das oito


“Boa noite”
Dizer retórico e contraditório
E ainda há quem responda
tal dizer,
Mesmo sendo retórico e contraditório

Dizer que dizem por dizer
Sem ao menos se saber
a quem dizer tal dizer
Enquanto olham para câmeras
e cameramen
Enquanto olham para telas
de TVs

“Boa noite”
Dizer contraditório
“Dor e morte” estampados
Em tal dizer,
Por isso contraditório

O que há de bom nesta hora
Em que se vê
Pai matando filho
O último furacão despedaçando casas
Crianças chovendo dos prédios
Namoradas dentro de malas
Carnificinas e sequestros

Sencionalismo exacerbado
se usufruindo de sentimentos
Daqueles desgraçados
de sonhos em pedaços
como cacos de um belo jarro

Agora que chega o fim
a frase tão esperada
(Mas foi mudada por mim
a fim de que se perca
seu ar retórico e contraditório)
aquela que já foi “Boa noite”
Passou a ser
“Péssimas lembranças”

sábado, 11 de julho de 2009

Amor à primeira tecla


Anjo da noite entra na sala…
Anjo da noite fala para Todos: Alguém aí q tc comigo?
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Daí depende, serah que vale a pena?
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Só tc p/ sab. Vc tc d ond?
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Sampa
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Aeh? q bairro?
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Centro
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Engraçado neh, num Chat todo mundo mora no centro rsrs
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Com certeza, mas vc naum disse ond mora, tbm é centrense? rsrs
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: E o pior é que sou, e vc naum vai acreditar, tbm sou paulistano
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: agent pod ateh ser vizinho e naum sab
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Acho q eu iria reparar c morasse perto d uma garota taum linda
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Vc nem me viu p/ dizer q sou inda
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Alguém q c apelida por Rosa soh pod ser linda e sem espinhos naum machuca o coração
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Entaum to tc com um poeta e naum sabia?
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: C eh o q vc diz. Jah q agent mora taum perto, bem q agent poderia c encontrar?
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Eu acho q meu tempo na lan tah acabando
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Acho q fui com muita sede ao pote, pelo menos marca um horário pra gent tc aqui d novo
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Amanhã as 15:30, estarei t esperanduuuuuuuuuu
Rosa sem espinhos sai da sala…
Anjo da noite sai da sala…

* * *

Rosa sem espinhos entra na sala…
Gato do chat fala para Rosa sem espinhos:
Uma rosa sem espinhos eh + fácil d catar
Rosa sem espinhos fala para Gato do chat: V c c enxerga garoto
Gato do chat fala para Rosa sem espinhos: Eu queria era t enxergar
Anjo da noite entra na sala…
Rosa sem espinhos fala para Gato do chat: Vai conversar com alguém da tua laia
Gato do chat fala para Rosa sem espinhos: Vc eh minha laia gostosa
Anjo da noite fala para Gato do chat: O mermão, q q vc tah dando em cima da minha gata
Gato do chat fala para Anjo da noite: O q vc vai fazer, seu gay, vai me bater eh kkkkk
Anjo da noite fala para Gato do chat: Vc recebeu um vírus e este será aberto em 5 segundos
Gato do chat fala para Anjo da noite: Acha q eu vou cair nessa?
Anjo da noite fala para Gato do chat: 4 segundos
Anjo da noite fala para Gato do chat: 3 segundos
Anjo da noite fala para Gato do chat: 2 segundos
Gato do chat sai da sala…
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Vem cah, vc eh hacker mesmo?
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Eu naum, mas q foi da hora zuar aquele maneh, isso foi rsrs
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Adorei o jeito como vc me defendeu
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Amigo eh p/ essas coisas
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Amigos naum chamam a garota de “minha gata”
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Vc naum me disse nada sobre seus hobbes, o q vc faz nas horas vagas
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Fugindo do assunto neh, ms tdb.
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Eu costumo ler poesias sentada na minha cama
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Vc gosta de poesias entaum
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Adoro, fico fascinada com as de Fernano Pessoa e seus heterônimos
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Eh, mas tome cuidado vc sab q o poeta eh um fingidor
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Pelo visto vc tbm o conhece?
Anjo da noite fala para Rosa sem espinhos: Como vc sou amante das poesias heterônimas dele, e o poema q eu mais gosto eh exatamente o “Autopsicografia”
Rosa sem espinhos fala para Anjo da noite: Q coincidência o meu tbm eh
Anjo da noite sai da sala…
Rosa sem espinhos sai da sala…
* * *

Anjo da noite entra na sala…
Milena fala para Anjo da noite: olah vc q tc?
Anjo da noite fala para Milena: Desculp a grosseria, mas eh q estou procurando uma garota q c auto-apelida como rosa sem espinhos, serah q vc viu ela aqui nesta sala
Anjo da noite fala para Milena: Eu estava conversando com ela há uma semana atrás, mas a internet de casa caiu bem no meio do bate-papo e naum pud marcar um horário para nos encontrarmos e desde entaum venho procurando ela
Milena fala para Anjo da noite: Eu naum a vi, me desculp. Mas c vc estah procurando tanto eh pq vcs dois tem algum laço bem estreito, neh?
Anjo da noite fala para Milena: Ainda naum, eu ateh tava querendo, mas estava com méd de falar pra ela e acabar com o clima q estava rolando
Milena fala para Anjo da noite: Jah q estava rolando um clima e tbm jah q agent mora taum perto, bem q agen poderia c encontrar, neh?
Anjo da noite fala para Milena: Rosa eh vc?
Milena fala para Anjo da noite: Mas eh claro meu Anjo
Anjo da noite fala para Milena: Ateh q enfim t achei, naum aguentava mais de saudades das suas palavras. O seu nome eh Milena mesmo ou eh outro apelido?
Milena fala para Anjo da noite: Eh Milena sim, mas naum eh justo, agora q vc sab o meu nome eu tenho q saber o seu tbm
Anjo da noite fala para Milena: Espera só um pouco
Anjo da noite sai da sala…
Marcos entra na sala…
Marcos fala para Milena: Entaum o q acha d Marcos?
Milena fala para Marcos: Vc ainda naum disse o q vc acha d Milena?
Marcos fala para Milena: Q tal agent discutir isso no McDonald do bairro?
Milena fala para Marcos: Tah certo, agent c encontra lah as 18:00 horas d hoje. Agent c v “namorado”
Marcos fala para Milena: Ateh “namorada”
Milena sai da sala…
Marcos sai da sala…

* * *

Marcos deixou um scrap para vc:
Oi linda, em pensar q éramos mesmo vizinhos, o mundo só naum eh mais pequeno pq senaum naum caberia 6 bilhões d pessoas. rsrs
Na verdade estou mandando este scrap p/ t dizer q eu adorei o nosso encontro ontem a noite e tbm q t amei desd a primeira tecla q cliquei p/ tc com vc. E q hoje estou feliz, jah q sou namorado da menina mais linda do mundo.
Bjos linda, agent c v da janela do nosso quarto ou da tela no nosso quarto.

domingo, 5 de julho de 2009

Apelo a vida


Pantanal Mato-grossense, 12 de fevereiro de 2009

Meus caros animais racionais, que, apesar do nome, só provam o contrário,

Eu escrevo para lhes informar que minha espécie e eu estamos morrendo e que só dependemos dessa sua racionalidade para nos ajudar.
Eu, antes de vocês mudarem tudo, vivia livre com minha família, hoje morta para virarem roupa, contentavam-nos com míseros 300 quilômetros quadrados. Porém vocês vieram com suas florestas de pedras, forçando-nos a viver em uma área de 20 a 30 quilômetros quadrados. Sendo que, neste instante, eu e meus cinco irmãos estamos num caixote de madeira a caminho do zoológico.
Com falta de ar, peço que vocês não pensem em mim, e, sim, na minha espécie, pois eu já sou um caso perdido. Ouvi os humanos, que estão me levando, dizerem que ganharão uma nota preta vendendo-nos ao tal zoológico. E nós que somos de imensa importância para a dispersão de sementes e para o equilíbrio natural do planeta, estamos morrendo por sua causa.
Parem com as queimadas, não só pela minha extinção, mas pela preservação da Terra, pois sem as árvores o ar ficará extremamente prejudicado.
Meus pais morreram ontem e são os seus assassinos que estão nos escoltando ao zôo. Imaginem que um guarda do IBAMA nos parou no caminho, pensei que estaria a salvo, mesmo sem meus pais. Muito pelo contrário, o guarda sugeriu suborno aos caçadores que, para não serem presos, aderiram a idéia e pagaram-no. Quando estávamos indo embora, tornei a ver o rosto do guarda que dava um alegre e irônico tchauzinho.
As forças de todos nós estão se acabando. Um de meus irmãos já morreu e eu só penso que a minha espécie não vai conhecer suas novas gerações, e vice-versa. Se vocês não se conscientizarem, vamos nos tornar figuras do passado e existiremos somente na memória de quem possa, por ventura, ter nos conhecido.
Seremos como os dinossauros, mas com um processo de extinção desencadeado de forma diferente, eles naturalmente e nós, com a “ajuda” de alguns de vocês.
O ar já está quase se acabando nesta caixa e o cheiro dos corpos de meus pais já não é mais o mesmo, meus irmãos estão ganindo de sofrimento, quase não tenho forças, mas meu apelo deve continuar. Como eu já disse, não por mim, porém pela minha espécie e pelas outras tantas em extinção. Só para vocês terem idéia, na minha região, o número de espécies mamíferas em extinção está por volta de onze.
Paramos. A meu ver, chegamos ao zôo. Estou eu com dois dos meus irmãos mortos pela fome e pela escassez de ar na caixa.
Vejo várias outras espécies dentro de jaulas, maiores que meu caixote, mas, mesmo assim, as suas faces de desgosto e tristeza não se diferenciam da minha e da de meus outros dois irmãos, quase morrendo.
Antes, meu pai já havia falado do zoológico. Ele me disse que havia tanto animais da natureza quanto os nascido em cativeiro.
Agora que vejo como é isso na realidade, entendo o que meu pai disse e tenho pena de mim e dos outros animais, por estarmos aqui, e mais pena ainda dos nascidos em cativeiro, pois nunca sentiram o gosto da liberdade.
Com meu último suspiro, peço que pensem em tudo o que escrevi, pois sem vocês não somos nada, e vocês sem a natureza também serão extintos.

Sinceramente, talvez, até nunca mais.
Lobo guará

Meu lobinho estah com fome de um bife para ele.